Palavra do Dia por Priberam

domingo, 24 de maio de 2009

trechos de uma leitura (1)

As belas coisas da vida são aparições fugidias! Quantas delas desaparecem sem deixar vestígios. Quão poucas produzem frutos e, ainda assim, desses frutos, quão poucos chegam a amadurecer.

 

É quando nos igualamos ou suplantamos os demais, que sentimos o nosso verdadeiro valor.

 

Lembro-me da fábula do cavalo cansado de ser livre, que se deixa arrear e que lhe ponham sela, e o cavaleiro cavalga até acabar com ele ... ... e então, não sei mais o que fazer... ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitores:

Pesquisar este blog