Palavra do Dia por Priberam

domingo, 12 de junho de 2011

Uma Conversa sobre Metafísica no Facebook

.


Thiago Viana

olha q q eu pensei na aula
le ai
08 de junho às 00:51

Thiago Viana
A vontade antecede o próprio pensar?
mas a vontade não seria um pensamento?
Pensar na vontade não é o mesmo que criar uma vontade?
Pensar na vontade pode gerar uma nova vontade,
e a partir dessa vontade secundaria pode se afirmar que , o pensamento antecede a vontade.
Então o pensamento apenas antecederia a vontade quando essa vontade se derivasse de uma outra vontade.
As vontades sucessivas são sucessoras do pensamento,
porém a vontade originária das sucessivas antecedem o próprio pensar.
08 de junho às 01:04 ·

Fulvio Faria
antecedem o pensar, mas na boa, não é possível afirmar de forma "apoditica". Pois o pensar é a posteriori a uma disposicao que nao podemos examinar... isto esta bem tratado na fisica e é sua dificuldade maior, como examinar um determinado DADO sem perder informaçoes basicas sobre ele?! ( http://pt.wikipedia.org/wiki/Mec%C3%A2nica_qu%C3%A2ntica )

isso se dá quando tentamos descobrir o véu de maya (para os budistas) ou a coisa-em-si para Kant e Schopenhauer, pois sao apenas suposicoes das quais faltam elementos caracterizadores importantes...
.
08 de junho às 01:12 ·

Thiago Viana
Cara não há dados reais, tudo é suposição criada através do próprio pensar de alguem, o fato é q como eu já havia lhe falado , a forma requintada q se trata algo com o qual não se pode ter certeza do certo , faz com q muitos de nós tomem como certo algo q na verdade não tem comprovação alguma de que seja certo.
08 de junho às 01:16 ·

Fulvio Faria
mas é isso q vc diz. é o que eu disse. é um ciclo. eu preciso usar algo convincente para tornar outra coisa falsa, na mesma medida vc faz isso. mas quando eu e voce usamos deste artificio, ele é num todo uma grande falsidade, pois a discussao se pauta na possibilidade das coisas e de certa forma nao é possivel negar as coisas usando dela como instrumento para isso, ou seja, para afirmá-la como falsa.
08 de junho às 01:26 ·

Thiago Viana
Mas é a isso que se da o nome de metafísica.
E somos iludidos a todo momento, e o que de fato ocorre é que no fundo sempre procuraremos a mentira que melhor nos convencerá.
08 de junho às 01:27 ·

Fulvio Faria
meu saca só esta passagem de machado de assis, madei pro Guilherme Santos hj... d+
08 de junho às 01:29 ·

Fulvio Faria
CAPÍTuLO 36

A Propósito de Botas

Meu pai, que me não esperava, abraçou-me cheio de ternura e agradecimento. - Agora é deveras? disse ele. Posso enfim...?

Deixei-o nessa reticência, e fui descalçar as botas, que estavam apertadas. Uma vez aliviado, respirei à larga, e deitei-me a fio comprido, enquanto os pés, e todo eu atrás deles, entrávamos numa relativa bem-aventurança. Então considerei que as botas apertadas são uma das maiores venturas da terra, porque, fazendo doer os pés, dão azo ao prazer de as descalçar. Mortifica os pés, desgraçado, desmortifica-os depois, e aí tens a felicidade barata, ao sabor dos sapateiros e de Epicuro.

Enquanto esta idéia me trabalhava no famoso trapézio, lançava eu os olhos para a Tijuca, e via a aleijadinha perder-se no horizonte do pretérito, e sentia que o meu coração não tardaria também a descalçar as suas botas. E descalçou-as o lascivo. Quatro ou cinco dias depois, saboreava esse rápido, inefável e incoercível momento de gozo, que sucede a uma dor pungente, a uma preocupação, a um incômodo... Daqui inferi eu que a vida é o mais engenhoso dos fenômenos, porque só aguça a fome, com o fim de deparar a ocasião de comer, e não inventou os calos, senão porque eles aperfeiçoam a felicidade terrestre. Em verdade vos digo que toda a sabedoria humana não vale um par de botas curtas.

Tu, minha Eugênia, é que não as descalçaste nunca; foste aí pela estrada da vida, manquejando da perna e do amor, triste como os enterros pobres, solitária, calada, laboriosa, até que vieste também para esta outra margem... O que eu não sei é se a tua existência era muito necessária ao século. Quem sabe? Talvez um comparsa de menos fizesse patear a tragédia humana.


08 de junho às 01:29 ·

Thiago Viana
lembro bem do texto enviado , já falamos dele.
ciclo outra vez
...............................
08 de junho às 01:42 ·




.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitores:

Pesquisar este blog