Palavra do Dia por Priberam

terça-feira, 6 de maio de 2014

ordinário dia como vem sendo todos os dias ordinários, que valem por apenas um, porém, um fio extraordinário rompe esta lógica: um encontro com um amigo que há muito não via. é como ao se analisar um linha perfeitamente reta se encontra num pequeno trecho seu a sua ondulação. é destoante, é extraordinário. este encontro não tinha na superfície nada de novo, já no fundo era é um baque. memórias foram revividas. o que era para ser um dia ordinário passa a ser um excepcional dia extraordinário. de todos os meus dias até então do último encontro com o de hoje pareciam um só. como se os aproximados quatro anos sem vê-lo tivessem sido apenas, tão apenas, um dia. o homem não inventa as regras. elas surgiriam de forma natural. sei que o sol nascerá amanhã porque desde que conheço o sol o vejo nascendo todos os dias. ao invés de eu narrar as inúmeras vezes que o sol nasceu, posso pela sutileza apenas dizer: o sol nascerá amanhã novamente. meus dias ordinários estavam desse modo, não precisaria narrar todos os dias até então vividos, bastasse narrar como foi um dia apenas. a regra da ordinariedade se faria também de forma natural. a mesma natureza que comporta essas ordinariedades comporta seus rompimentos pelo vago extraordinário. como foi bom o rencontro com este amigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitores:

Pesquisar este blog